Critica ao livro Por que você não quer ir mais a igreja


Como bem sabemos o movimento evangélico se renova a cada dia trazendo cada vez mais alternativas de liturgias de culto o primeiro foram os tradicionais, depois veio os restauradores , logo após os pentecostais e nos 80 foram as vez dos neopentecostais e o mais novo fenômeno da fé são os sem igrejas, desigrejados ou como eles preferem sem denominações que é um grupo de cristãos que  não acredita na forma tradicional do cristianismo contemporâneo em que pessoas congregam em um local especifico e com uma liderança já imposta na figura do pastor.

Embora eles neguem que tenham uma liderança os sem igreja tem seus guias a diferença que para ouvi-los não se dirigem a um local, mas os acompanham através de seus sites, redes sociais ou livros que os mesmos escrevem e o livro da vez é : Por que você não quer ir mais a igreja ?

O livro conta a historia de Jake que ao conhecer João começa a mudar sua percepção sobre o que é realmente seguir a Cristo  e se o modelo  de igreja institucional é realmente certo, isso já explica o porque  do sucesso do livro já que grande parte dos sem igreja falam mais mal da instituição do que propriamente de Cristo.

Agora minha critica pessoal ao livro é que ele toca em alguns pontos que o cristão denominacional deveria refletir  como por exemplo a importância exacerbada ao templo, a qualidade da pregação, mas muitas vezes se esquece do principal que é a relação entre humana, fora isso o livro tem algumas falhas graves a prioridade de qualquer cristão deve ser falar sobre Cristo já o livro maioria de suas paginas consiste em criticas as denominações, outra falha o livro é uma obra de ficção e faz toda sua critica as instituições como se fossem todas iguais, ou seja, generalizando e mostrando somente um lado da historia, e como todos os desigrejados não acham interessante comentar sobre pessoas que se libertaram das drogas, do álcool e outros vícios, não acham interessante comentar sobre  famílias que foram restauradas e sobre bênçãos financeiras, ou seja só apontam um lado, ou seja é mais uma leitura tendenciosa, muitas criticas as instituições e de forma sutil propõe um novo sistema.

Não vejo necessidade da leitura do livro já que é simplesmente mais do mesmo e em qualquer blog ou site dos sem igrejas você encontrará as mesmas ideias sem ter que desembolsar absolutamente nada.

46 Respostas para “Critica ao livro Por que você não quer ir mais a igreja

  1. Olá! Olha, eu respeito sua opinião. Mas não concordo quando fala que o livro prioriza a crítica as denominações. O autor deixa explícito que o sistema formado pelas religiões não preenche a necessidade e a vontade do homem em uma relação mais próxima com Deus. Gostei muito desse livro e recomendo aos cristãos maduros que anseiam em trabalhar para o reino de Deus e que não aceitam as regras impostas por pessoas e que se colocam como especiais diante do nosso Pai.

    • Ai que está a questão ele coloca a experiência dele como algo generalizada, já que muitos tem uma relação próxima a Deus dentro das denominações, já sobre as regras todo lugar tem uma hierarquia e dentro das igrejas são os pastores, mas fora dela cada um é livre para viver com as regras que mais forem convenientes.

    • Desculpe a demora em responder, mas vamos aos fatos, o autor generaliza quando ele diz que a religião não aproxima o relacionamento com Deus, no entanto baseado em que? Qual foi a pesquisa que ele fez? Qual a amostragem ?

  2. Esse livro mostra a realidade que precisa ser vivida, e que hoje a igreja não tem o mesmo foco que a igreja primitiva ou seja a igreja que cristo fundou na cruz, igreja não e uma instituição mas uma forma de vida, não e um clube como tem sido nos dias de hoje, pastor não e titulo mas dom leia efesios 4 e entenda pelo Espirito Santo, todos os cristãos são pastores pois devem discipular aqueles que ganham para Cristo, portanto, todos devem exercer o dom que Deus deu, e, isso não e exclusividade de uns mas de todos.

    • De fato hoje a igreja não é mais como a primitiva porque evoluiu, nem os cristãos são como os primitivos, por exemplo, quem topa doar todos seus bens para ter igualdade entre irmãos será que foi só a igreja que mudou ? Concordo também que igreja não é um clube e nem as instituições já que qualquer um pode fazer parte delas, em relação aos pastores alguém tem que ser responsável pela igreja e nada impede que membros exerçam o discipulado, afinal culto na igreja dura no máximo 2 horas e sobra 22 horas por dia para os membros fazerem seu discipulado.

      • Seu conceito sobre igreja é deturpado,Jean.
        Você fala de igreja como se fosse um lugar,e isso não é fruto de uma genuína interpretação bíblica,mas da tradição constantina.
        Recomendo que estude o significado da palavra igreja,bem como de sua aplicação no sentido bíblico da palavra.

  3. mais vc tem quer ir pra igreja pra adorar a DEUS e nao reparar os outros….eu nao li o livro mais eu tenho certeza que pode abrir os olhos das pessoas…

    • Concordo em que temos que ir a igreja para adorar a Deus. Mas infelizmente, são muitas as igrejas que hoje o foco está muito mais voltada em festividades. Temos que louvar ao Senhor. Sim ! Mas 80% do culto hoje em dia é mais para lançar um cantor gospel. Sinto muito… mas hoje pouco se ensina a palavra de Deus.

      • Sinceramente isto eu chamo de MIMIMI gospel,
        Reveja o PORQUE vc vai em uma denominação, vai para BUSCAR A DEUS, ser cada vez mais cheio do ensinamentos dele ou vai para ver o que o homem faz de errado?
        Na epoca de Jesus muitos dos que andavam com ele tinham interpretamento errado e nem por isso deixavam de segui-lo ou Jesus de ensina-los.
        Hoje procuramos DESCULPAS para não sermos A IGREJA DE CRISTO, se vc vai a uma igreja física e olha pro lado pra ver os defeitos PARABÉNS seu lugar não é com CRISTO.
        Se seu FOCO é JESUS o mundo pode cair que vc continua firme, conheço pessoas que estão em “IGREJAS” horriveis onde milhares morrem na fé mas como o foco da pessoa é CRISTO ela esta firme e bem ate hoje.
        Focamos nossa Fè em figuras humanas e não naquele que deveria ser focado

    • Ir à Igreja para adorar a Deus???? vocês estão querendo dizer voltar pra dentro de si mesmo e adorar a Deus? Infelizmente ou felizmente locais não representam Deus… Tudo o que o “cristão” vive nos dias de hoje é uma herança do Cristianismo criado por Contantino: local de culto, lideranças e dízimos. Veja o que Jesus disse na passagem da samaritana: Nem neste monte (poço de Jacó) nem em Jerusalém buscarei adorar a Deus, pois Deus procura aqueles que o adorem em Espírito e Verdade!

  4. Acabei de ler o livro, e estou vivendo (há algum tempo) o mesmo conflito relacional que o personagem. Tenho um grupo que se reune na minha casa toda semana, que foi liberado pelo pastor de onde congrego

  5. o que tenho concluido é que o sistema não tem funcionado como prometido, só tem servido para nos atribuir culpa, pelo que fazemos ou deixamos de fazer….

  6. Acho que é radical não recomendar o livro para uma leitura. Concordo com a sua critica ao livro em relação a generalização que o autor faz as igrejas e que muitos “cristãos” sem conhecimento bíblico acabam aceitando isso como verdade para vida deles. Comecei a ler agora e nesse exato momento estou no terceiro capítulo e já comecei a perceber que o autor generaliza as igrejas, além de colocar dúvidas no coração de Jack, como nos leitores também. Entendo nesse sentido a sua preocupação em não recomendar o livro, mas para estes tipos de leitores que se influenciam rapidamente com qualquer leitura. Pois acho que se estamos realmente vivendo o evangelho de Cristo, sabemos discernir muito bem as coisas de Deus. Como, por exemplo, que devemos respeitar nossos pastores, pois eles tem autoridade espiritual sobre nós (Hb 13:7,17). Assim como a palavra de Deus também diz para ter respeito com outros tipos de autoridades como Autoridade Humana– Governos Civis (Rm 13:1-7), dos pais (Ef 6:1-4), dos Patrões (Ef 6:5-9). Mas como autoridade de Deus é absoluta, soberana e incondicional (Sl 19:10; Is 40) devemos seguir!
    Não posso negar que há “igrejas” e “pastores” que sujam o nome da igreja de Cristo, porém não podemos nos esquecer que foi o próprio Deus que instituiu a igreja. Ele disse na palavra que haveria falsos profetas (Mateus 7:15). Eles terão as recompensas deles… “E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.” Apocalipse 22:12. Precisamos reconhece-los!
    Acho que a lição que devemos tomar com esse livro é realmente o amor de Cristo e como o evangelho é simples de se viver! E Vivermos como novas criaturas.(Gálatas 6)

    • Fui radical por um motivo simples, o livro generaliza com argumentos poucos convincentes, quando deveria apresentar fatos concretos

      • Amigo, admiro vc se posicionar e externar sua opinião. Porem, dizer que os argumentos são poucos convincentes, quando vc mesmo destacas os pontos “fortes” do livro para os que estão dentro do modelo atual. E quanto a apresentar fatos concretos, eu acredito, que como eu, que estive nesse modelo antes posso perfeitamente me identificar com os fatos, fictícios, descritos no livro. E não ler o o livro, não vai evitar que ninguém critica o estado de falência da intituição evangélica no pais grande abraço

      • Caso você ame ao Senhor Jesus e ao mesmo tempo esteja com a mente arraigada ao processo evangélico, sei que estará vivendo uma luta enorme entre a esperança de quase tudo mudar ou sair do processo que fomos levados a crer (durante séculos) que está certo.
        Se Jesus afirmou que NÃO haveria local de culto (poço de Jacó), NÃO haveriam lideranças entre os irmãos e dízimos ou ofertas, seria uma das formas de estar ajudando os necessitados, fica claro que as instituições organizadas cristãs estão muito afastadas do propósito simples narrado pelo Senhor…
        Mas não vim aqui para criar polêmicas ou divisões, mas apenas para alertar que “AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO”, deve se tornar prático em nossas vidas.
        Não perca tempo em estar discutindo se as instituições estão certas ou não, mas descubra na forma de TRABALHO VOLUNTÁRIO, não importando se é encabeçada pela igreja Católica, Evangélica, Espírita ou qualquer outra forma de “FÉ”… que importante é viver o AMOR DE CRISTO, doando-se… e quem sabe envolvendo toda sua família neste processo de amor VOLUNTÁRIO…
        Tudo vai mudar… e verá que a frase que vem logo abaixo do título do livro “uma história sobre o verdadeiro sentido do Amor de Deus” começará a fazer diferença na minha, na sua e na vida dos irmãos que caminham juntos.

  7. O livro tentar nos mostrar como deve ser a nossa relação de amor com Deus, o que não vem sendo mostrado dentro das igrejas.Ele tenta nos mostrar que para vivermos o amor do Pai, não é preciso cumprir uma serie de obrigações e deveres que os pastores tentam colocar na nossa vida,diz apenas que somos livres para vivermos esse amor.De fato, temos vivido mais obrigações religiosas do que o amor do Pai. Os pastores se incomodam com isso porque sabem que vai sobra pro bolso deles, se confiassem realmente no amor do Pai, entenderiam que Ele é o Deus que tudo pode e que por isso não iam passar por necessidades, mas infelizmente como diz a Palavra: ” o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”1 Timóteo 6:10.

    • Podemos viver esse amor mas cabe uma observação um culto dura no máximo 2 horas, nem ninguém cai a uma igreja todos os dias da semana, ou seja, temos tempo de sobra para praticar o amor e quais seriam essas obrigações, pois temos que lembrar que há pessoas que querem viver um evangelho sem responsabilidades.

  8. Estou lendo livro e o que vejo nas igrejas hoje são pessoas frias ou mornas, já frequentei igrejas de amigos e de algumas pessoas de minha família. Algumas nem notam que sou visitante, pessoas que apenas estão na igreja por estar, como num clube. Tenho apenas 8 anos na fé, na verdade vou completar 9 anos em 30 de março próximo. Estou neste embate de saber se mudo de igreja ou continuo na mesma. Não ânimo de estar mais lá e vejo que o autor escreve o verdadeiro sentido de servir a DEUS e estar feliz na congregação. É muito mais que seguir doutrinas, servir e ser servido pelos irmãos. Sei que cada igreja tem uma doutrina e vejo muitas pessoas que se sentem mais felizes e livres fora da igreja. São muitas regras humanas, confessar pecados, discipulado forçado, dentre outras normas. Se estamos em Cristo somos livres, não para pecar, mais para adorar a cada dia mais este DEUS tão maravilhoso que nos libertou!

  9. Estou lendo livro e o que vejo nas igrejas hoje são pessoas frias ou mornas, já frequentei várias igrejas de amigos e de algumas pessoas de minha família. Algumas nem notam que sou visitante, pessoas que apenas estão na igreja por estar, como num clube. Tenho apenas 8 anos na fé, na verdade vou completar 9 anos em 30 de março próximo. Estou neste embate de saber se mudo de igreja ou continuo na mesma. Não há ânimo de estar mais lá e vejo que o autor escreve o verdadeiro sentido de servir a DEUS e estar feliz na congregação. É muito mais que seguir doutrinas, servir e ser servido pelos irmãos. Sei que cada igreja tem uma doutrina e vejo muitas pessoas que se sentem mais felizes e livres fora da igreja. São muitas regras humanas, confessar pecados, discipulado forçado, dentre outras normas. Se estamos em Cristo somos livres, não para pecar, mais para adorar a cada dia mais este DEUS tão maravilhoso que nos libertou!

  10. Jean meu querido irmão…
    Você disse várias vezes que o livro não mostra ou relata fatos concretos para dizer o que diz, mas vamos lá… A igreja que conhecemos há 1700 anos (pós Constantino), baseia-se em um tripé: local de culto, liderança e dízimos (e ofertas).
    Veja o que Jesus falou:
    1 – Poço de Jacó: Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
    Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
    Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. João 4:21-23
    Assim, meu querido foi o próprio Jesus que o local de adoração é dentro de nós mesmos, em espírito e em verdade
    2 – Líderes: Naquela mesma hora chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus?
    E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles,
    E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Mateus 18:1-3
    Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam.
    E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis. 1 João 2:26-27
    Jesus deixou bem claro que quem quer ser o maior que sirva a todos e que não haveria ninguém sobre ninguém. A grande maioria que vivenciou o amor de Jesus, começa da forma certa, sevindo. Mas com o passar do tempo, começa a criar a pirâmide das autoridades… que pena!
    3 – Dízimos e ofertas: E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o SENHOR dos Exércitos.
    Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.
    Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar?
    Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.
    Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Malaquias 3:5-9
    Observação: Deus não está falando com o povo, mas os sarcedotes (Levitas) que não repartem corretamente com as víúvas, orfâos, etc. as OFERTAS ALÇADAS.
    Assim, meu querido irmãos e irmãs, o evangelho de Jesus e a vida que ele pede para que façamos, infelizmente é bem distante do que nos foi ensinado há milhares de anos. A primeira vez que li o livro POR QUE VOCÊ NÃO QUER MAIS IR A IGREJA, me ative somente a história entre João e Jack. Mas lendo uma segunda vez, os ricos detalhes do AMOR DE DEUS, e como isso se torna impossível no meio organizado das instituições ficou bem claro… e o que o livro trata é do PURO EVANGELHO!!!
    Que Deus nos permita encontrar o caminho da simplicidade para nos relacionar com Ele.

    • Mario Pinheiro

      Você como conhecedor da biblia, facilita o debate, então vamos atentar para os seguintes fatos Jesus disse: “Me adoram com os lábios, mas não fazem o que eu digo, por ai já temos uma boa noção que adorar a Deus não depende de local e sim de atitudes, portanto ir ao templo ou em casa, ou sozinho não importa o que importa são nossas atitudes do dia a dia.

      Adorar ao Pai em Espirito e em verdade novamente em nada tem haver com a instituição ou não e sim com suas atitudes e o templo não é responsável pelo que você faz, a verdadeira adoração é amar a Deus e ao próximo, agora fica a pergunta: Isso depende de templo ou de cada um individualmente.

      Lideres: Jesus foi um lider, os apóstolos também , de Genesis a Apocalipse Deus levantou homens para instruir o povo e no caso dos pastores, vejo eles parando para escutar desabafos, orar a quem pede, aconselhando, organizando ações sociais será que isso não é servir ?

      Dizimos e Ofertas: Cada um contribua conforme propôs em seu coração, então vamos deixar os dízimos mas e as ofertas: Jesus não recusou o balsamo derramado aos seus pés e de alguma forma seja o culto na igreja ou na casa de alguma forma tem que ser mantido não é mesmo ?

  11. Robson Andrade,

    Estou terminando de ler o livro pela primeira vez. E tem sido muito esclarecedor quanto o conhecer verdadeiramente a Deus e seu Filho Jesus Cristo. Ele de fato, vivenciou o Amor de Deus em sua vida. E deseja que o experimetemos de uma forma abundante. Tanto em relacão a Ele, quanto ao próximo. Tenho tirado lições para a minha vida e a colocada em prática.

    Espero que o livro possa nos ajudar a fazer o nosso mundo um melhor a cada dia e em qualquer lugar que estejamos. Afinal somos testemunhas de Jesus e seu Evangelho.

    Deus abençoe à todos,

    Amém

  12. Li atentamente os comentários e vi que independente da tese que se defenda, existem argumentos para todas elas. A grande verdade é que a igreja local está recheada de pessoas que buscam satisfazer seus desejos pessoais, sejam eles lideres, membros ou frequentadores (sem generalizar).

    • Porém isso é no geral já convivi com pessoas que abandonaram as igrejas e 99% ficam remoendo o passado, falando mal de todas as denominações e se esqueceram do amor de Cristo que tem que ser pregado.

      • Jean, graça e paz!

        Veja que aqueles que amam ao Senhor e querem fazer a obra de Deus, no interior de seus seres brota uma inquietação de que as coisas dentro da igreja, poderiam ser diferentes, que poderiam melhorar, que uma onda de avivamento poderia vir, etc. etc. Esta inquietação é normal e compreensível e quando vem alguma nova “onda” ficamos conformados por cerca de 2 ou 3 anos, até que nova inquietação venha… Isto não acabará, pois Jesus deixou bem claro, que não haveria local de culto específico… que não haveria liderança – todos conduzidos pelo espírito… e que as ofertas seriam dadas de coração para os necessitados verdadeiramente.
        Mas sei que tudo isto é muito difícil de entender (são 1700 anos que se vive assim). Houve uma época em minha vida que acreditava que o caminho era estar numa igreja, obedecer aos líderes e pastores e dar o dízimo. Este procedimento somente trouxe-me MEDO e INSEGURANÇA. Hoje vivo verdadeiramente livre, julgo menos as pessoas e confio MUITO MAIS EM SEU AMOR!!!

  13. Olha gente, oque eu sei é que: Yaohushua ( Jesus ) não mandou abrir nenhuma igreja, e deu uma instrução para os 12 apóstolos, somente aos 12 e nenhum mais, a sair pregar as boas novas e não mandou construir nenhum templo; também, ele disse: IDE POR TODO O MUNDO E PREGAI O EVANGELHO! não vejo eles pedindo dinheiro para ir pregar em algum lugar, em II Corintios teve um fato interessante onde o apóstolo disse: ” Outras igrejas despojei, recebendo delas salário, para vos servir;” eles não recebiam nada em dinheiro para pregar o evangelho, não vejo eles criando alguma denominação, muito menos não vejo eles nem o nosso Salvador dizendo onde construir algum templo, depois vejo pessoas como o Jean Dizendo que o autor está generalizando, e como não podemos generalizar se a essência está corrompida? e todas, TODAS não fazem oque o Salvador disse para fazer, as pessoas ainda gostam de estarem aprisionadas em uma instituição e ter um pastor para guia-las, é assim que se sentem seguras, mas não percebem o julgo pesado que colocam nas pessoas,o Salvador disse em João 10 Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
    12 Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa.
    Eu só aceito nosso salvador como meu bom Pastor, ele foi perfeito, sem pecado algum, e morreu por mim, para a minha salvação, não dou a NINGUEM o direito de cuidar da minha vida espiritual a não ser aquele que O criador Pai nos enviou!
    Como está em I Tímóteo: Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem!
    Os pastores tomam pra sí a responsabidade INDEVIDA de fazer essa conexão entre você e o Criador!
    Isso é ser mediador, o Cargo de pastor não tem amparo nas escrituras na nova aliança, e quando está nas escrituras como ja ví aqui sendo citado em Hebreus 13:7,17 para respeitar os pastores etc… reparem que no versículo não diz quem vos FALAM, e sim que VOS FALARAM!!
    “Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos FALARAM a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé.”
    QUEM FALOU? nosso Salvador e os apóstolos, eles FALARAM está falando para lembrar deles que FALARAM, a palavra de Deus!
    E qual palavra de Deus? Justamente essas que vocês carregam debaixo dos braços!

  14. NÃO CONCORDO COM SUA CRÍTICA. Você leu o livro com atenção?
    Não existe citicas contra nenhuma intituição e olha que pertenço a uma dessas tradicionais hen, então creio que deva ler novamente o livro.

  15. Acredito que esse livro , ensina muito mais do que as pessoas pensam .. vocês estão criando questões desnecessárias , é importante sim as pessoas irem pra igreja , e em nenhum momento eu li no livro que isso é errado . O errado é , as pessoas viverem num sistema que Deus não se agrada , um sistema que faz as pessoas se sentirem culpadas , onde na verdade , a igreja é uma lugar onde as pessoas deveriam estar para louvar a Deus e , pregar o evangelho para quem não conhece , já isso pode ser em qualquer lugar ,

  16. é muito engraçado quando falamos de que o livro generaliza as coisas….concordo ate um certo ponto… porem como na vida.. vemos todo nossa cara mais não aceitamos ou na queremos aceitar. Agora quando se fala do livro ser evangélico… não concordo.. já que acho que ele abre um leque da liturgia na igreja (aqui estou generalizando todas as igrejas) já que a liturgia sempre foi um problema do ser humano para conhecer a Deus, não precisamos de um manual, o que precisamos e conhecer as opiniões de todos.. .lembremos que cada cabeça e uma opinião.. necessidade de ler o livro? não acho necessidade e sim seria bom ler e aprender das opiniões dos outros… a mim por exemplo me identifiquei muito com o livro. tanto é que penso que achei alguém que pensa igual que eu… só para enfatizar, a liturgia de qualquer igreja mata o relacionamento entre Deus e seus filhos..

  17. Olá caro amigo.
    Já li o livro duas vezes e,não sei se você percebeu,onde várias vezes o João não fala mal da igreja ou instituição,muito pelo contrário,várias vezes em que as pessoas que estão na instituição ao serem abordadas pelas palavras de João e falam que a ou se a igreja é “ruim ou penosa” ele fala exatamente ao contrário,que nem todas as instituições são de fato o que ruins,mas o fato de que muitas pessoas fazem da instituição “igreja” algo como Deus e o substituem.Colocam seus afazeres ou cargos acima de Deus.A comunhão com Cristo não se dá somente na igreja em um culto ou outro ,mas em qualquer lugar.isso é o que de fato o livro quer
    ensinar.Como você sabe,hoje a igreja tem perdido alguns focos da vida de Cristo e ensinando em vez de conviver diariamente a comunhão com Cristo,o ir a igreja para receber algo de Deus.O livro abre a mente das pessoas que não basta a igreja em si(paredes) para se ter ou receber algo de Deus,é você e Ele.claro que a igreja ajuda muito como você comentou e isto de fato é uma das tarefas incubidas por Cristo para pessoas por Ele designadas,mas o que livro mostra é que a igreja é im substituto muito pobre da verdadeira comunhão com Cristo.Hoje as pessoas são ensinadas que ” se não isso Deus não faz nada,etc…,fazendo de Deus um carrasco ou um mero servidor,quando na verdade Ele já tem tudo preparado e cuida de nós como bem o quer.Quando as pessoas colocam seus cargos ou afazeres acima de Deus, acabam,como você pode ter lido no livro,mentindo,enganando para seus próprios benefícios.Sabemos que isso não é me todo o lugar e que existem,como o próprio Jão falou,pessoas e igrejas sérias que trabalham para levar Cristo e a salvação a todos.È isso que o livro diz.Como o próprio Jesus disse que existe o joio no meio de trigo e que nem todos os que estão na casa de Israel são israelistas…Então é tão fácil criticar algo a nossa vista quando,na verdade,precisamos parar e analizar as coisas de fato e pedir a Deus que assim o julgue melhor(como o próprio João disse).Eu congrego numa igreja,há sim defeitos,porém não estamos lá para olhar fulano ou clicano,como o próprio pastor da minha igreja ensina é exatamente o que o João fala neste livro.Nos orienta a diariamente seguir a Cristo e etc…Então lançar cristicas é fácil quando não se vê os dois lados.Como a colega Bruna acima disse:O errado é ,as pessoas viverem num sistema que Deus não se agrada , um sistema que faz as pessoas se sentirem culpadas , onde na verdade , a igreja é uma lugar onde as pessoas deveriam estar para louvar a Deus e , pregar o evangelho para quem não conhece..,faço das palavras finais delas as minhas.Este livro em ensinou a sair da culpa que tinha em mim e tenho certeza de que tem ajudado muitos a sairem da mesma culpa que sentem.

  18. VEJO QUE MUITOS QUE LERAM O LIVRO EQUIVOCARA-SE NA SUA INTERPRETAÇÃO. POIS O LIVRO POR UMA OBRA DE FICÇÃO DVE-SE CONSIDERADO ALGUNS FATORES, POR EXEMPLO: O AUTOR, O CONTEXTO QUE FORA ESCRITO E QUE É UMA DENUNSIA do que acontece em algumas igrejas local e alguns individuo. em síntese: “O VERDADEIRO SENTIDO DO AMOR DE DEUS” . para mim fora UMA LEITURA LIBERTADORA (não colocando em pé de igualdade ou superior a Bíblia certo).

  19. Desculpa em te informar, mais ao criticar o livro, e o julgamento que fez que ele generalizou ao se referiri a todas as denominações você fez o mesmo falando que todos os “sem igrejas” pensam dá forma quadrada que descreveu. Conheça mais as coisas antes de falar, pois cometeu o mesmo erro que disse que o livro cometeu.

    Eu nem tive vontade de terminar de ler sua critica. Seja mais aberto e mais seletivo ao que diz. Abraços.

  20. Querido irmão Jean,

    A Graça e a Paz de Cristo.

    Sua interpretação a respeito do livro está altamente equivocada – bem como sua leitura da realidade e da história.
    O livro não exalta qualquer modelo de reunião,mas sim a sã doutrina,a ortodoxia dado por Cristo para aqueles que vivem nEle e se relacionam.
    Alguns pontos que você levantou,inclusive,me levam a crer que é inútil debater o livro contigo,já que,pelo que entendi,você não o leu.
    Não recomendo a todos a leitura dessa livro,pois,as verdades ali contidas são libertadoras para àqueles aos quais o Senhor Jesus já convocou para essa ortopraxia,ou seja,para aqueles cuja instituição não pode comportar.
    Com isso,coadunando com a opinião dos autores do livro,não digo que todas as instituições encontram-se corrompidas,nem tampouco que não haja,mesmo nas piores dela (que são a maioria) pessoas comprometidas com O Reino,com o verdadeiros propósito do corpo – ou igreja,se preferir.
    Não o conheço,mas quero acreditar que você em sua sinceridade para com o Senhor e o seu desejo de viver plenamente nEle e,tendo isso em mente,concluir que o seu ministério deve ser exercido dentro do sistema,pois é através de remanescentes dentro dEle que o Senhor continua revelando sua maravilhosa Graça e ajudando a muitos em sua caminhada.
    Que o Senhor lhe dê maior discernimento para entender essas questões.

    Deus o abençoe.

  21. caramba!! vcs são igenuos mesmo,uma pessoa escreve um livro, é vomo se ela jogasse gasolina na palha e ateasse fogo e ficaria de longe vendo e rindo de vcs tentando apagar o fogo,se preocupem com a salvação é o que esta em jogo,vai servir a DEUS. A autora esta curtindo,viajando,comendo em churrascaria e vcs estão ai como gradiadores na arena se confrontando por um escrito de alguém que vcs nem conhecem,faça o que jesus disse examine as escrituras e deixe que o espirito santo lhe ensine. Esta polemica toda é porque não estudam as escrituras e ficam comendo o que lhes oferecem sem ao menos procurar saber se esta envenenado. A pessoa tem uma experiência desagradável escreve um livrinho e um monte de besta fica discutindo. faço uma pergunta vcs analisaram se o que ela escreveu tem o aval de DEUS,se foi DEUS que mandou que ela escrevesse isso, a sociedade evangélica da atualidade não tem uma vida de oração e devoção a DEUS e nem uma vida de leitura diária da palavra que é FIEL E DIGNA DE TODA ACEITAÇÃO. vc pode fazer a critica que quiser a meu respeito mas antes me faça um favor me convença através das escrituras que eu estou errado.
    OBS: sua critica é adubo para minha FÈ em cristo.

  22. Eu lí o inicio do livro, achei que mexeu comigo de muitas formas, tenho sentido o mesmo vazio, na verdade, o livro me fez pensar em algumas coisas, no entanto, eu creio que a Igreja é caminho para muitas pessoas, uma ponte, o problema é que hoje existem muitas liturgias, doutrinas de homens que não condizem com o que a Biblia diz nem com o que Jesus ensinou e nós os cristãos pensamos e falamos de Cristo mas na primeira oportunidade julgamos o irmão e não olhamos para nós, muitos procuram o reconhecimento pessoal. Penso que Jesus não é o Jesus dos Crentes, antes, ele é o Jesus das pessoas… Não devemos instituir tantas pontes para chegar a Jesus porque ele está acessivel a todos, ele ama a todos e o livro tem muitas coisas contrárias é claro, cabe a nós a maturidade de agir como o apostolo Paulo instruiu: Reter o que é bom e o resto lancar fora! Precisamos ne verdade agir como Jesus e amar incondicionalmente, receber a TODOS com amor. Pensando sobre tudo o que li nos comentários somente o que ficou para mim foi: Que Deus tenha misericórdia de nós quando ele voltar… Que a Paz de Deus fique com todos!

  23. Descordo completamente do seu comentário. Como iniciar um novo sistema se o livro como você mesmo disse denúncia o sistema? Outra; quando você me falou de bênçãos financeiras ai matei a charada e o seu ultimo post “sinta-se se rico para ser rico”. Um autêntico e forte MISERICORDIA. Não faço parte deste grupo mencionado por você “sem igreja” até mesmo por que isso não faz sentido tendo em vista que nós somos a igreja ou somos igreja. Participo de uma comunidade mas concordo com Jacobson em número, gênero e grau. Paz de cristo. E indico o livro sim.

  24. Li o livro, sou católica, e não abro mão de frequentar minha igreja. Contudo, concordo com as afirmações apresentados no livro, o primeiro a ser feito é estabelecer uma relação forte de confiança em Deus, e fazer isso é , às vezes, muito complicado na igreja baseada nos moldes atuais. O livro é muito bom, mas é preciso maturidade para compreender o que ele diz.

  25. é um livro k pode ser prejudicial,mais construtivo pois traz umas ideias escondida por traz das cortinas das convenções das iglejas qual coloca lideres acima de qualker suspeita e membros debaixo de costumes que muita vez torna nos tão liturgicos….mais que pode fazer um crente se afastar da igleja isto pode ,depende da maturidade do leitor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s