Investidor ou sonhador ?

A bolsa de valores era para ser um investimento focado somente em investidores, porém navegando pelos fóruns, vi que existem outras categorias de pessoas que aplicam suas economias na bolsa de valores que são os sonhadores.

Sonham em ficar ricos seja rapidamente através dos trades ou através do famoso buy and hold, até ai nada contra e sou até favorável  que as pessoas corram atrás de seus sonhos para o transformarem em realidade.

O problema começa quando o sonhador está em um sono tão profundo que passa a viver um mero sonho sem se dar conta da realidade e acha que sua estratégia de investimentos não possui falhas dê o sonho vira uma ilusão do tipo: “longo prazo não tem erro” mesmo tendo inúmeros exemplos de empresas que o dividendo caiu a pessoa insiste em um investimento ruim que aos poucos vai levando todo seu patrimônio sem o sujeito se dar conta dai a primeira coisa é arrumar desculpas para seus erros que ele insiste em colocar nos especuladores, na administração da empresa, no analista, ou seja, o mundo inteiro é culpado pelo seus prejuízos, menos ele que escolheu a ação, preencheu a boleta afinal em seu mundo de sonhos sua estratégia é infalível.

Depois disso tudo vem a segunda parte ele não realiza prejuízos dai o prejuízo que deveria está em  1 ou 2% acaba chegando a 20 ou 30% e mesmo assim ele continua vivendo o sonho de que somente o prazo corrigira tudo.

Ser sonhador não é um defeito apenas de quem pensa em longo prazo e sim também há os sonhadores de curto prazo, aqueles que sonham em ficar ricos da noite para o dia, investindo em micos, ou mesmo nas blue chips, no entanto covardemente não realiza prejuízos, segue a mentalidade que stop é para os fracos e quando se da conta esta falido simplesmente por não ter noção de gerenciamento e manejo de risco, não sabe a diferença entre comprar na alta e comprar topo ou então compra onde deveria vender dai viram holders não por acharem que essa é a melhor estratégia e sim pelo seus fracassos como especulador.

Já o investidor de longo prazo encara a realidade de que o mercado é renda variável que nem sempre o tempo ira corrigir tudo, que a empresa que ele acha ótima hoje pode apresentar prejuízos no futuro, então cabe a ele ficar atentos aos balanços da companhia em caso de algo negativo, fazendo analise macro e micro econômica,  setorial e uma analise detalhada da empresa, caso ele veja que errou em sua analise simplesmente troca de papel.

Já o investidor de curto prazo tem seus objetivos bem definidos, tais como prazo, prejuízo aceitável, objetivo de lucro, administração de risco é um método definido tanto para saída como para entrada e se algo  não for como suas projeções, simplesmente sai da operação.

Portanto, independente do prazo o que diferencia o investidor do sonhador é que o investidor age diante de situações já o sonhador fica estagnado esperando pelo acaso.

 

Anúncios

Qual plataforma gráfica usar ?

Para um trader a plataforma é algo essencial, pois é através dela que o trader tomará suas decisões, então os requisitos básicos para uma boa ferramenta gráfica são: estabilidade, rapidez, diversidade de indicadores e precisão, opções não faltam no mercado e encontramos também diversos preços que podem ser de graça até R$900,00 dependendo do pacote contratado, como testei algumas vou relatar minha experiência e quais delas o investidor deve passar longe.

Traderdata

A imagem que você está vendo simboliza tudo que a plataforma Traderdata me ofereceu, transtornos desde o primeiro momento a começar pela forma de pagamento, pois o cartão de minha preferência, não estava querendo ser aceito pelo sistema de pagamento da empresa, dai depois de um  dia inteiro finalmente consegui tornar cliente da empresa.

Mas os problemas estavam apenas começando e o pior ainda estava por vim, o sinal real time simplesmente ficou desligado, ligando para o suporte problema resolvido, no entanto como alertei no inicio do texto  estabilidade, rapidez, diversidade de indicadores e precisão são essenciais em um plataforma é o tempo que se perde ligando para suporte é um tempo que poderia esta em busca de uma oportunidade de investimento.

Mas a plataforma ao menos quando eu usei pecou em termos instabilidade e hoje em dia o site da empresa está fora do ar, e por precaução resolvi definitivamente abandonar uma plataforma onde passei mais tempo no suporte do que propriamente utilizando a plataforma e resolvi assumir um prejuizo de R$150,00 em fim o barato saiu caro

TraderGrafíco

A plataforma Trader Grafico oferece a melhor estabilidade, precisão nos gráficos, ainda conta como diferencial recursos como auto analise o que faz com que o investidor ganhe em agilidade, preocupando-se basicamente em comprar ou vender um ativo, é extremamente fácil seu uso, única coisa que ela deixa a desejar e no suporte tecnico via e mail já que as vezes que o solicitei simplesmente não fui respondido, outra parte que deixa a desejar é a base de dados que são de apenas 10 anos.Mas para o trader de curto prazo isso é um mero detalhe, para quem quer uma plataforma estável  a preço justo o Trader Grafico é uma boa opção.

Apligraf

A Apligraf é uma das plataformas mais tradicionais do mercado, mas é uma plataforma básica, seu unico e pequeno diferencial esta em dados fundamentalistas que podem ser encontrados em outros sites como fundamentus e com dinheiro, mas não é uma plataforma que faz feio diante das outras é estável, ágil e precisa

ADVFN

A  ADVFN  está entre as plataformas gráficas mais populares do Brasil, devido a fama de seu fórum que levou a plataforma a se popular incluindo ferramentas gratuitas, porém por tempo limitado, já para os usuários premium a plataforma funciona normalmente e é uma das mais completas já que inclui índices mundiais, melhor visualização do book de ofertas, além de ferramentas exclusivas, não precisando instalar nada, porém quando o assunto é agilidade a ferramenta deixa a desejar já que muitas vezes demora para carregar um novo gráfico, portanto é uma boa ferramenta para quem pretende atuar no mercado com posições mais longas ou day trade a partir de 3 minutos.

Investcharts

Outra plataforma gráfica que oferece ferramentas gratuitas, porém com limitações que são base de dados limitada a 5 anos, gráfico real time somente para a versão paga, de qualquer forma para praticantes do swing trade ou position trade a ferramenta gratuita atende todas as necessidades e de todas as ferramentas aqui citadas é a melhor quando o assunto é agilidade já que para analisar um ativo basta clicar na janela cotações que ainda separa o mercado por índices ou segmento o ponto negativo fica por conta dos gráficos de um minuto que demoram até 5 segundos para serem atualizados, pode parecer pouco, mais 5 segundos em um 1 minuto é uma eternidade.

Outras plataformas gráficas

Esse é um mercado bem concorrido e a outras opções como Cedro, Enfoque,  PorfitCharts, Economática, Phicube cujo os preços são elevados e muitas vezes inviável ao investidor iniciante que possua menos de R$50 mil reais, por isso essas plataformas embora sejam superiores as aqui citadas não serão analisadas.

Mais afinal qual plataforma escolher

A boa noticia é que todas elas desde a mais cara a mais barata oferece períodos de demonstração gratuita então os critérios para a escolha tem que ser uma que não cause um rombo em seus lucros, por exemplo se você é um investidor que consegue em média R$600,00 ou R$700,00 por mês não vale apena uma plataforma que consuma boa parte desse lucro, procure uma ferramenta gráfica que seja estável (sempre no ar) com bom suporte técnico afinal qualquer sistema está sujeito a falha e o suporte técnico tem que ser ágil para solucionar tais problemas, a que você melhor se adapta ou seja, aquela que mais combina com você e suas necessidades.

E antes de assinar a plataforma em definitivo teste ao extremo.

Com isso evitará dores de cabeça, como a que eu estou tendo com a Traderdata.

A função da analise técnica

É comum encontrarmos muitos equívocos sobre a analise técnica, principalmente de investidores que a utilizaram e foram mal sucedidos e saíram da bolsa de valores ou então viraram investidores de longo prazo, não por achar essa a melhor estratégia, e sim pelo insucesso em operações de curto prazo, como de costume agem como a maioria das pessoas colocam a culpa de seu fracasso na analise técnica já o investidor se auto inocenta se eximindo de toda culpa e a analise técnica vira o bode expiatório de seu fracasso.

Tanto é que basta 5 minutos de conversa com os críticos da analise técnica que percebemos que não sabem a diferença entre comprar em inicio de tendência de alta  e comprar na alta, relação risco ganho, manejo e gerenciamento de risco é algo desconhecido para os tais, o que dizer então de figuras, indicadores, combinações de candles e todas as particularidades que envolvem a analise técnica ?

Por não contentes em não conhecer a analise técnica os mesmos a difamam, achando que por eles foram mal sucedidos nesse tipo de analise acha que o mundo inteiro é como eles.

Então para evitar esse tipo de conversa fiada esclarecerei algumas coisas básicas sobre analise técnica e sua função

A analise tem como função principal mostrar o que está acontecendo, portanto esqueça essa historia de que dizem que analise técnica é futurologia, já que ela trabalha com o presente e baseado no presente e passado o investidor toma sua decisão que é comprar, vender, ou ficar de fora de determinada ação, afinal em renda variável não temos certeza de nada, e vale lembrar que o longo prazo tem sua dose de futurologia afinal muitos que optam por essa estratégia  e criticam a analise técnica será que não estão prevendo o futuro ao acreditar que a boa pagadora de dividendos de hoje será a mesma boa pagadora de dividendos daqui há 20 anos e que o preço das ações estarão maiores ? O que é isso senão uma ousadia de querer prever o futuro daqui há 20 anos ?

Outra utilidade da analise técnica é encontrar pontos de entrada e saída de uma ação e limitar a perda de capital, fazendo assim uma especie de seguro de seu investimento, onde ao invés de esta a merce do mercado já que  através de dados técnicos limita-se as perdas.

E por falar em limitar perdas outra função da analise técnica é a preservação de capital, ou seja, a partir de que se crie um trading system ele evitará que o investidor entre em operações que o risco não compense os ganhos.

Resumidamente podemos dizer que a função da analise gráfica é:

  1. Saber o que está acontecendo com o preço de determinado ativo
  2. Determinar o risco de cada operação
  3. Limitar perdas
  4. Evitar entrar em operações que o risco seja maior que o ganho
  5. Determinar pontos de entrada e saída

E o investidor que souber utilizar a analise técnica corretamente sairá um vencedor , com a criação de um trading system que será o assunto de um outro artigo

Até a próxima.

 

 

Holder será que é tão diferente do trader ?

Sem duvida alguma a estratégia de comprar ações para longo prazo é uma estratégia vencedora, assim como as outras porém é a estratégia que exige menos tempo e acompanhamento ao contrario de operações day trade que exigem acompanhamento constante, no entanto há muito investidores  que se tornaram holders não porque a estratégia é vencedora e sim porque fracassaram como trader e como é comum do ser humano jogar a culpa para outro, muita gente que fracassa como trader joga a culpa de seu insucesso na analise técnica e viram críticos ferrenhos desse tipo de analise, sem ao menos tentar entender como de fato funciona a analise técnica, isso sem contar que encaram o buy and hold a única maneira de auferir grandes rendimentos como se fosse uma formula infalível de se ganhar dinheiro, como se grandes empresas fossem imune a falências, então que tal uma reflexão sobre alguns mitos e contradições sobre os holders de hoje que foram traders mal sucedidos e que hoje se julgam os novos Buffets, será que eles agem diferente do analista técnico ?

Evidente que há diferenças e nem são muitas assim que resumidamente podemos dizer que são duas o holder usa analise fundamentalista e tem perspectiva de longo prazo, o trader usa analise técnica e tem por objetivo lucros no curto prazo.

Feito isso as semelhanças são imensas e possuem as mesmas expectativas vejamos algumas semelhanças:

Ambos são especuladores -muitos holders negam esse titulo ou nem sabe que de fato são e isso contraria também a regra dos livros de finanças e mesmo os cursos sobre bolsa de valores que ensinam que especulador é apenas o investidor de curto prazo, mas o fato é que especulação é trabalhar com fatos não concretos diante de uma expectativa, por exemplo, o holder espera comprar ações de empresas sólidas e no futuro receber pomposos dividendos, ou mesmo  vender suas ações com lucros espetaculares, porém fica a pergunta será que isso não é também uma especulação já que  não temos garantia alguma que a empresa solida de hoje não será a falida de amanhã ?

Certamente o apoio para eles acharem isso está nos balanços da empresa, mesmo assim ainda é especulação afinal um dia  Banco Econômico, Banco Nacional, Mappin,  Mesbla, Lojas Brasileiras, Arapuã, G Aronson, Sharp*, Varig, Vasp,  Metron é uma infinidade de outras empresas já tiveram suas marcas no topo e hoje  são empresas falidas e que garantias temos que isso não irá acontecer com as empresas queridinhas dos investidores de longo prazo, será que eles não estão especulando que a empresa ira crescer, sempre será uma boa pagadora de dividendos, que durante anos e mais anos a empresa crescerá ? O que é isso senão especular sobre o futuro ?

Em fim  do momento que se investe em algo sem garantia de retorno, estará especulando ou como alguns dizem praticando a futurologia, só que pratica para conseguir lucro em minutos ou dias, o outro em anos ou década.

 

 

A importância do investidor ter seu próprio método para operar.

Infelizmente no Brasil, as pessoas se interessam mais pelo futebol, pelo que vai acontecer no próximo capitulo da novela, pela gostosa da vez, e por programas sensacionalistas mas é uma minoria que se interessa por educação financeira, e o mais preocupante disso tudo é quando essas pessoas resolvem entrar no mercado de ações que é um mercado suscetível a especulação e manipulação e quem não tem o um próprio método de operação tende a ser vitimas de pessoas mal intencionadas  então esse é o principal motivo para que tenhamos um método próprio para operar na bolsa; não sermos massa de manobra.

Além disso, ao acompanhar um auditório virtual onde diariamente tem analistas técnicos, os participantes ao invés de quererem aprender setups (métodos de operação) ficam mais interessados em saber qual será o próximo ativo a bombar, o que pouca gente percebe é que todo método não vai acertar a todo momento, que a analise técnica feita hoje na fomação do próximo candle simplesmente não vale mais nada, então é importante ter um método para analisar papeis antes e durante o pregão para tomar suas decisões e você ser responsável tanto por seus lucros como por suas perdas, afinal os investidores de sucesso não tem um analista pegando na mãozinha e dizendo o que tem que fazer.

Você deve procurar professores de analise técnica ou mesmo na internet pessoas que lhe ensinem sobre: teoria de Down, candles e indicadores e o desenvolvimento do método cabe a você, afinal na bolsa os objetivos, o capital, assim como as perdas suportadas, portanto o método tem que ser individual, portanto siga menos analistas técnicos e procure aprender analise técnica, afinal os maiores investidores criaram sozinho seus proprios métodos ou tiveram professores que lhe ensinaram, agora não conhecemos nenhuma pessoa que ficou rica, tendo um analista técnico como baba.

Como deve pensar o trader e como deve pensar o investidor.

Um dos segredos para ser um vencedor na bolsa de valores é ter uma estratégia definida, coragem para coloca-la em pratica e humildade de revê-la e assumir seus erros sem colocar a culpa no mercado, afinal quem tomou as decisões foram você, e  infelizmente virou uma constante as pessoas entrarem na bolsa investindo como investidor e pensando como trader e traders pensando como investidores devido a isso nas proximas linhas será abordado como deve agir cada um desses importantes personagens do mercado de renda variável.

Como deve pensar o trader

O trader é o especulador financeiro, ele não tem intenção de ser sócio de uma empresa e pouco interessa os  motivos pelo qual uma ação está subindo ou caindo o importante é aproveitar essas altas  e tirar algum lucro de cada operação, aproveitando as tendências de alta do ativo e para os mais ousados e agressivos pode ser aproveitada as quedas de uma ação para vender a descoberto (operação não recomendada para iniciantes), suas analises são embasadas  quase que unicamente na analise gráfica, ou seja comportamento dos preços em determinados períodos que variam de 1, 5, 10, 15, 30 ou 60 minutos, para quem optou por trabalhar com day trade que é comprar e vender no mesmo dia  já para quem optou por prazos mais longos costuma olhar os períodos gráficos de 1, 7, 30 dias , 6 meses ou um ano, com o objetivo de achar  pontos de entrada e saída de cada operação, ou seja, o que importa é  o que acontece no momento.

E assim deve pensar o trader tomando decisões de curto prazo, sem preocupação com balanços, lucro da empresa, dividendos deve-se unicamente preocupar com a cotação do ativo.

Como deve pensar o investidor

O investidor tem que ver na bolsa de valores uma oportunidade de ser sócio de grandes empresas, ou seja empresas boas já consolidadas em seus setores, e através disso receber parte dos lucros de tal empresa através  de proventos e dividendos, já o investidor mais ousado pode apostar em empresas menores ou até em recuperação judicial buscando assim auferir lucros no futuro, porém a segunda opção envolve mais riscos, de qualquer forma quem optar por ser investidor, esse baseia seus investimentos na saúde financeira da empresa, para isso é necessário conhecer a analise fundamentalista, através dela o investidor descobrira se a empresa está saudável financeiramente, se é uma boa pagadora de dividendos, quanto do lucro da empresa é destinado para o lucro da empresa, qual a capacidade da empresa de pagar sozinha suas próprias dividas   entre outros pontos importantes para tomar a decisão.

Além disso, o investidor tem que ter controle emocional para suportar grandes oscilações e lembrar que o objetivo dele é ser sócio de grandes empresas e aproveitar grandes oscilações como oportunidades de aumentar sua participação em boa empresas por exemplo: se o investidor compra R$500,00 de ações ao mês e isso seja o suficiente para compra 40 ações, oscilações para baixo devem ser oportunidade de aumentar a participação em boas empresas ou seja com a queda os R$500,oo passam a se oportunidade de comprar ao invés de 40 ações, 45 ações.

Isso não quer dizer que o investidor deve comprar simplesmente por comprar e sim avaliando a cada compra se a empresa de que ele é sócio continua sendo uma boa empresa.

Para exemplificar melhor o Banco Itaú (ITSA4) recentemente bateu recorde de lucro na historia de um banco nacional, e mesmo assim suas ações caíram 5%, para o investidor foi uma excelente oportunidade de aumentar sua posição, já que a empresa vai bem, embora a cotação esteja defasada.

E vale lembrar que no longo prazo normalmente o mercado reconhece as boas empresas fazendo com que suas cotações atinjam uma boa lucrabilidade.

obs: a citação do Banco Itaú, foi apenas em carater explicativo, cabendo a cada investidor fazer suas próprias analises

Gurus do mercado, até que ponto devemos ouvi-los ?

Eles estão em toda parte, em fóruns de internet, em revistas, escrevendo livros, dando palestras, escrevendo em blogs, em sites especializados em vídeos, na televisão e em feiras de investimentos, assim como nas corretoras de valores, onde todos tem uma formula magica  da riqueza na bolsa de valores, uns dizem que só é possível ganhar na bolsa no longo prazo, outro somente investindo em blue chips outros investido em small caps, outros são fans ferrenhos de papeis de 5ª linhas, outros acham que você tem que fazer um mix de opções e ações, outros apostar em somente um ativo outros na diversificação e assim o  investidor iniciante fica perdido diante de tantos palpites e opiniões.

Mas a pergunta que fica é até que pontos devemos ouvi-los ?

A primeira coisa a ser feita é definir algo básico seu objetivo e para longo ou curto prazo, respondida essa pergunta você já elimina 50% dos gurus do mercado, afinal como já foi tratado nesse mesmo blog existe uma rivalidade ferrenha entre o pessoal do longo prazo e do curto prazo.

Decidindo a sua estratégia básica, o segundo passo é adquirir todo conhecimento possível sobre analise fundamentalista e técnica o que é determinante para o sucesso de um investidor.

Assim você saberá  fazer suas próprias analises, montar seu próprio trading system tendo assim uma opinião critica sobre tudo aquilo que lhe é falado.

Sendo assim os analistas devem ser ouvidos como consultores de investimentos função esta que eles estão capacitados, mas como o mercado é soberano pode contrariar qualquer logica seja a técnica ou a fundamentalista, então vale apena ressaltar os analistas devem ser considerados meros consultores, mas quem da a decisão final sobre o que é dito e sempre você, o investidor.

Analise Swot para investidores e empresários.

Se você investe em ações acompanha sites especializados sobre o mercado de ações as analises mais comuns são a técnica que consiste no estudo de gráficos e a fundamentalista que consiste no estudo de balanços de contabilidade, analise setorial, prespectivas futuras entre outros fatores, e ambas exigem um grande conhecimento técnico. Se você é um empresário deve preocupar-se em analisar seu próprio negocio  assim como o ambiente em que ele se situa um jeito bem simples de fazer isso é a analise swot.

Segue uma boa definição de analise swot retirada do site wikepedia.

A Análise SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário (ou análise de ambiente), sendo usado como base para gestão e planejamento estratégico de uma corporação ou empresa, mas podendo, devido a sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise de cenário, desde a criação de um blog à gestão de uma multinacional.

A Análise SWOT é um sistema simples para posicionar ou verificar a posição estratégica da empresa no ambiente em questão. A técnica é creditada a Albert Humphrey, que liderou um projeto de pesquisa na Universidade de Stanford nas décadas de 1960 e 1970, usando dados da revista Fortune das 500 maiores corporações.( parte laranja fonte wikipedia)

Agora vamos para um exemplo pratico na analise Swot analisa-se os seguintes fatores :

Pontos positivos e negativos, oportunidades e ameaças

Para ficar mais claro vamos criar uma empresa fictícia chamada  Zé Corporation e ela quer atuar no mercado de refrigerantes:

Pontos positivos

  • Poder de inovação
  • Grande poder econômico
  • Profissionais acima da média dos concorrentes

Pontos negativos

  • Vasta concorrência
  • Empresa desconhecida no ramo de refrigerantes

Ameaças

  • Campanhas contra produtos de alta caloria
  • Incentivo ao consumo de bebidas naturais

Oportunidades

  • Oferecer algo inovador
  • Melhorar o mix de produtos da empresa

Certamente a analise acima não serve de parâmetro já que trata-se de uma empresa fictícia, que não foi feita uma analise profunda de cada tópico  o que é indispensável para o sucesso de tal analise.

A você investidor essa analise serve para longo prazo e cabe a você interpretar como a empresa vem suprindo as fraquezas e ameaças e aproveitando as oportunidades, já para você empresário essa é uma forma de fazer uma analise de sua empresa e melhorar cada dia mais.