Ser trader ou empresário ?

edits

 

Recentemente no Facebook, vi uma postagem de um agente autônomo de investimentos que indiretamente fez uma tabela comparativa entre ser trader e empresario, seja por interesses pessoais ( já que é remunerado por corretagens) ou opinião pessoal falou algumas verdades sobre ser trader, como o tempo livre, menos burocracia, mais facilidade no recolhimento do imposto de renda, a possibilidade de ganhar no mercado com a economia em crise, e do lado do empresário foi posto totalmente as desvantagens, alguém sem tempo livre, burocracia excessiva, necessidade de um ponto comercial, em cenários de economia ruim ter que esperar sua recuperação etc.

Se algum leigo que tivesse na duvida entre os dois com certeza escolheria ser trader, agora vem a questão será que seria a escolha correta ?

Leia as próximas linhas e tire sua conclusão.

Empresários tem mais chance de sucesso – A historia está ai para provar isso a Microsoft iniciou-se em uma garagem,  a Apple em um dormitório de faculdade, a Harley Davidson em seu inicio era uma empresa de 8 metros quadrados, o Mcdonald’ não virou uma multinacional da noite para o dia, esses são apenas alguns exemplos, como um pouquinho de boa vontade e mais pesquisa poderia chegar a inúmeras historias sobre empresários bem sucedidos que começaram pequenos agora traders que começaram a operar em seus quartos e hoje estão operando em uma cobertura duplex de frente ao mar ou ficaram milionários são raros, entre eles Jesse Livermore que morreu em 1940 outro nome que surgiu no Brasil foi o de Fabio Calderaro que ganhou 1 milhão na bolsa de valores, porém hoje não sabemos por onde anda, tivemos também Larry Willinas com a espantosa rentabilidade de mais de 10.000% e que ao ensinar para sua filha as mesmas estratégias ela obteve uma rentabilidade de 1000% e diferente dos empresários que temos milhares de historias de traders que contavam apenas com o seu home broker e fizeram fortunas esses são os únicos caso de sucesso.

Se você acessar o Facebook verá que tem diversas pessoas se orgulhando de viver de trader, porém será que podemos considerar que vive de trade alguém que mora com os pais e não paga despesas básicas como conta de água, luz, telefone entre outras despesas ? Já outros de onde vem sua maior renda de operações no mercado ou venda de cursos e coaching ?

Outro questionamento a ser feito uns ganharam fama por aparições na televisão, outros por realizarem webnar, outros por escreverem muito bem, outros por suas salas de trades onde cantam operações, agora outra pergunta qual adquiriu notoriedade por ter feito fortuna ?

É possível viver de bolsa – Sem duvida é algo possível, porém é algo para poucos, se você estará entre esses poucos, isso já não sei, porém com esforço, muito estudo pode alcançar esse objetivo, porém não é aconselhável largar tudo para viver de bolsa, não é aconselhável você ter dinheiro destinado a um apartamento, estudos ou abertura de uma empresa, para ser trader.

Também compartilho da opinião do Flavio Lemos autor do livro Analise técnica clássica, que o trader comece com gráficos mensais, sem olhar gráficos todos os dias, depois passe para os gráficos semanais, diários, até chegar ao intraday.

E por último não troque seu ganha pão, por uma aventura, espere alguns anos para fazer isso, ou então continue fazendo os dois afinal uma atividade não precisa anular a outra.

 

Anúncios

Bolsa de Valores, um jogo de azar ?

Recentemente vi uma reportagem sobre uma mania que tem tomado conta de alguns viciados em jogos e admiradores dessa modalidade que são os sites de apostas, normalmente instalados no exterior e um dos comentários que chamou a minha atenção e inspirou esse texto foi a frase de uma entrevistada que disse : “Eu me senti como se estivesse na bolsa de valores” pesquisando mais sobre o assunto li em outro blog o seguinte comentário; “a bolsa de valores deveria ser proibida no Brasil, pois é um jogo de azar”. Será que tais pessoas estão certas ?

Depende de quem está do outro lado do home broker, por isso que investir em ações é algo fascinante, está na mão do investidor decidir se ele vai fazer da bolsa de valores um bingo, uma renda extra, ser sócio de grandes empresas ou viver da bolsa de valores nas próximas linhas segue o comportamento ou modo que cada um pode tratar a bolsa de valores.

Como um bingo ou qualquer outro jogo de azar – o procedimento para todos os casos é abrir uma conta em uma corretora de valores, o segundo enviar uma certa quantia de dinheiro, a corretora liberara seu login e sua senha, você deposita o dinheiro na conta da corretora e pronto ! Já está apto para apostar, compre um lote de ações e conte com a sorte, simples assim.

Tendo uma renda extra – ao contrario do mero jogador, essa pessoa passa a ser um investidor que não vai escolher suas ações ao acaso  e contanto com a sorte e sim vai basear seus investimentos em ações de empresas boas pagadoras de dividendos, além de contar com a valorização das ações, normalmente pensando a  longo prazo.

Ser sócio de grandes empresas – A bolsa de valores permita que você seja sócio de grandes, médias e pequenas empresas, pois nisso podemos resumir o que é uma ação o menor pedaço de uma empresa que conforme você vai comprando mais ações sua participação vai aumentando assim como o recebimento de dividendos, dai cabe ao investidor escolher de quais empresas ele será  sócio.

Viver da bolsa de valores- é uma missão possível, porém não é fácil, pois exige grande conhecimento em analise gráfica, controle de risco, bom planejamento em finanças pessoais, pois vale lembrar a bolsa é investimento de renda variável, ou seja, da mesma forma que ela não cai para sempre, também não é garantia de retorno todos os dias então é essencial guardar parte dos lucros para o tempo de vacas magras.

 

Portanto cabe ao investidor como ele encarara a bolsa de valores.